Prefeito e Secretária de Educação participam das comemorações dos 45 anos da Escola Colônia Agrícola de Ceraíma

Domingo, 06 de Maio de 2018

Educação

Uma das mais tradicionais escolas do nosso município completou nesta semana, 45 anos de existência. A Escola Municipal Colônia Agrícola de Ceraíma esteve em festa nos últimos dias, em comemoração a data, e uma vasta programação foi organizada pela comunidade escolar, como a realização dos jogos internos, alvorada festiva, etc. Neste sábado (5), o prefeito municipal Jairo Magalhães, e a Secretária de Educação, Maristela Cavalcante, acompanhados de Paulo Costa, vereador Zaqueu Rodrigues e demais assessores, estiveram presentes na unidade de ensino, onde também participaram das comemorações. Lideranças locais como Cosme Nascimento e o vereador Vanderlei Florêncio, também estiveram presentes. Ao final, se reuniram  com os educadores, onde dialogaram sobre as reivindicações da categoria, onde o prefeito fez a sua exposição e ouviu atentamente os professores.

 

Em visita às instalações da unidade ao lado do prefeito, a diretora, professora Ivana de Freitas agradeceu o apoio nas festividades da escola, como também as intervenções e melhorias que estão sendo feitas no local. Para Jairo, a escola vem cumprindo a sua célebre missão de educar as crianças da localidade ao longo dos anos, sempre tendo na figura dos dedicados professores, a marca fundamental do sucesso da missão. “Fico muito feliz em participar deste momento, visto a importância do Colônia Agrícola para a educação, não só do Distrito de Ceraíma, mas também de nossa cidade”, ratificou Maristela.

 

Biografia do Colônia Agrícola

 

O Grupo Escolar Colônia Agrícola de Ceraíma foi fundado em 1973, para atender os filhos de colonos do mais recente projeto de irrigação do Departamento Nacional de Combate à Seca – DENOCS, que após reconstrução da Barragem de Ceraíma, em 1970 projetou um vilarejo com moradias para colonos, funcionários e chefes do projeto, além de praça, quadra poliesportiva, armazéns, oficina, laboratórios de análise de solo e água, prédio para escritório e Associações de moradores, ambulatório médico, campo de futebol e um prédio escolar para atender ao antigo primário.

 

Inicialmente, as professoras eram voluntárias, esposas dos chefes do DENOSC ou dos funcionários que para o projeto haviam se mudado. Posteriormente o governo do estado da Bahia assumiu a escola que passou a oferecer, em parceria com o Colégio Estadual Governador Luiz Viana Filho, todo o ensino fundamental e também o curso de agropecuária do ensino médio. Para tanto, o prédio foi ampliado, mais 7 salas de aulas foram construídas.



Em 1994, o Colônia Agrícola se desvinculou do Luiz Viana e passou a oferecer todo o Ensino Fundamental e em 1999, a escola entrou em processo de municipalização, a maioria dos professores foram removidos e novos profissionais foram lotados na unidade, passando também a oferecer educação infantil para crianças de 4 e 6 anos e Educação de Jovens e Adultos no noturno. No ano de 2000 houve a primeira eleição para diretor da escola, onde foram escolhidos pelo voto livre, secreto e direto um diretor e um vice-diretor, ocupando os cargos que há 10 anos não se renovava. Depois de 2006, outras mudanças, como a implantação do Ensino Fundamental de Nove Anos de forma gradativa, que já é oferecido até o 5º ano.

 

Com informações biográficas:

http://coloniaagricoladeceraima.blogspot.com.br/

 


Assessoria de Comunicação - Prefeitura de Guanambi


Últimas Notícias